jump to navigation

Chrome OS – Mudança de um paradigma – Live Local Think Global Novembro 21, 2009

Posted by rivercastell in Uncategorized.
trackback

Hoje tive a oportunidade de testar o novo sistema do Google. O Google Chrome OS é completamente baseado na Cloud e o seu interface gráfico é o browser, que todos já conhecemos.

Hoje começamos a juntar as várias peças do puzzle, e todos os produtos lançados recentemente começam a fazer sentido.Muito sentido. O Google começou por lançar um Word e um Excel On-Line, bastante light, e com poucas funcionalidades. Desenvolveu um browser próprio, e que hoje sabemos, que é a peça fundamental do seu novo sistema operativo. O Google estava a preparar o caminho, e estava a melhorar a tecnologia de suporte ao seus novos produtos. O browser do Google é especialmente rápido, e está à frente de todos os outros, na interpretação de Javascrit e na renderização de CSS. Elementos imprescindíveis para o sucesso das aplicações on-line. O Flash já é passado, as tecnologias baseadas em javascript são, hoje, as mais utilizadas, e qualquer projecto web possui ajax.

No meu caso, posso dizer que 80 % do meu trabalho é feito através de um Browser. Posso trabalhar em qualquer sistema operativo, desde que tenha um browser. Bem sei que há muitas pessoas que vão continuar a usar programas locais, programas complexos, programas de desenho, etc. Mas não se iludam. Num futuro próximo todas essas aplicações estarão, apenas, disponíveis on-line. Todas sem excepção. O modelo actual de licenciamento de software começa a mudar, e já nenhuma empresa quer vender o produto uma vez. As empresas querem vender serviços baratos, mas com pagamento mensal. As vantagens são evidentes para todos, as empresas controlam melhor as vendas dos seus produtos, eliminam a pirataria e tornam-se mais globais. Os utilizadores pagam muito menos porque existe uma economia de escala, fazendo com que quanto mais barato seja a aplicação, mais utilizadores conquistam. Por outro lado as actualizações e a correcção de bugs são mais ágeis.

Vejam a tendência e a estratégia da Apple em relação ao iPhone. A maior parte das aplicações são vendidas pelo preço simbólico de 0,99 €. Ninguém pensa duas vezes para comprar uma aplicação que faz uma brincadeira qualquer. Mas se o vendedor da aplicação vender 600.000 aplicações, o que não é nada difícil, pode encaixar facilmente 600.000 €. Sabemos que uma parte reverte para a App Store, mas mesmo assim continua a ser muito dinheiro.
Da mesma forma que existem aplicações e jogos sofisticados que são vendidos pelo mesmo preço.É tudo uma questão de economia de escala. Se o produto for barato e tiver sucesso a empresa pode arrecadar um valor muito simpático. A música irá passar por um processo parecido, se bem que as editoras ainda não perceberam isso porque estão demasiadas agarradas ao modelo de negócio do passado. Ainda não pensam global!

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: